Entrevista na Rádio Itatiaia

No dia 22 de maio, o vereador Leonardo Mattos (PV) concedeu entrevista para o programa Chamada Geral, da Rádio Itatiaia. Mattos e o vereador Paulo Lamac (PT), líder da Prefeitura na Câmara Municipal de Belo Horizonte (CMBH), falaram sobre a aprovação do Projeto de Lei 820/2009 que altera a da nova Lei do uso e ocupação do solo e o Plano Diretor da Capital Mineira.

Leonardo Mattos e Paulo Lamac falaram sobre os pontos positivos e negativos da nova Lei. Em destaque, a redução do potencial construtivo, outorga onerosa e a operação urbana da região do Isidoro.

Confira a entrevista!

Parte 1

Parte 2

Parte 3

Comissão aprova pareceres às emendas do projeto 820/2009

A Comissão de Meio Ambiente e Política Urbana aprovou, em reunião extraordinária, os pareceres dos relatores Leonardo Matos (PV) e Neusinha Santos (PT) às emendas ao PL 820/2009, que estabelece normas e condições para a urbanização e a regularização fundiária da Zona de Especial Interesse Social – ZEIS, dispõe sobre parcelamento, ocupação e uso do solo nas Áreas de Especial Interesse Social – AEIS e dá outras providências. A reunião foi realizada no Plenário Camil Caram da Câmara Municipal de Belo Horizonte, no dia 6 de maio, às 17 horas. Continue lendo “Comissão aprova pareceres às emendas do projeto 820/2009”

Audiência Pública sobre a Operação do Isidoro

Leonardo Mattos comanda de audiência pública que discutiu, nos dias 19 e 22 de abril, a Operação Urbana do Isidoro.

Entre outras autoridades, participaram da audiência os parlamentares Elaine Matozinhos (PTB), presidente da Comissão; Leonardo Mattos (PV), vice-presidente; Neusinha Santos (PT); Iran Barbosa (PMDB); Maria Lúcia Scarpelli (PCdoB); Fred Costa (PHS); Paulo Lamac (PT), líder do Governo na Casa; o secretário Municipal de Governo, Josué Costa Valadão; a consultora técnica especializada da Secretaria Municipal de Políticas Urbanas, Maria Fernandes Caldas; o representante do Projeto Manuelzão da UFMG, Apolo Heringer Lisboa; a defensora pública da União, Giêdra Cristina Pinto Moreira; o ouvidor ambiental do Estado de Minas Gerais, Eduardo Tavares; o representante do Instituto dos Arquitetos do Brasil, Paulo Henrique Rocha; o engenheiro civil e consultor técnico, Roberto Matozinhos; o representante da Associação Comercial de Minas Gerais, Maurício Becker; e a Diretora do IAB, Isabel Caminha.

Mais informações.

Região do Isidoro volta a causar polêmica

Isidoro - Paisagem rural encrava na metrópole, região já sofre pressão de bairros do entorno e deve mudar bastante nos próximos anosA operação urbana da chamara região do Isidoro, considerada a última área verde de Belo Horizonte com mais de dois milhões de m², voltou a ser discutida pela Comissão de Meio Ambiente e Política Urbana da Câmara Municipal, nessa quinta-feira (22/04). A audiência deu seguimento às discussões feitas no dia 19 de abril , quando representantes da Prefeitura não conseguiram responder alguns questionamentos feitos pelos vereadores, representantes de associações profissionais, empresariais e cidadãos interessados na temática. Continue lendo “Região do Isidoro volta a causar polêmica”

19/04/2010

Fotos de Audiência Pública realizada pela Comissão de Meio Ambiente e Política Urbana da Câmara Municipal de Belo Horizonte (CMBH). Evento teve o objetivo de discutir as operações urbanas da área do Isidoro, localizada na região norte de BH.

ALTERAÇÕES URBANAS NA ÁREA DO ISIDORO É TEMA DE AUDIÊNCIA PÚBLICA

A Comissão de Meio Ambiente e Política Urbana da Câmara Municipal de Belo Horizonte (CMBH) realiza, nesta segunda-feira (19/04), às 9 horas, audiência pública para discutir as alterações urbanas da área do Isidoro, localizada na região norte de Belo Horizonte. A audiência foi solicitada pelo vereador Leonardo Mattos (PV), vice-presidente da Comissão. “A principal preocupação é em relação ao crescimento irregular do local, que pode resultar em aparecimento de favelas e/ou na falta de infra-estrutura, inviabilizando o trafego”, destacou Mattos. Continue lendo “ALTERAÇÕES URBANAS NA ÁREA DO ISIDORO É TEMA DE AUDIÊNCIA PÚBLICA”